O aumento do número de parcerias para a construção de hotéis em Havana destaca-se entre as novidades do portfólio atualizado de oportunidades de investimento estrangeiro do Ministério do Turismo (Mintur) de Cuba. O portfólio renovado tem no total 9 desses projetos na capital, com vista a expandir a capacidade de alojamento.

A pasta de negócios Mintur também inclui oportunidades para a construção e comercialização de instalações similares em outras terras localizadas nos municípios Plaza de la Revolución e Playa, bem como em outras áreas da capital. Dados oficiais referem que, atualmente, a cidade de Havana, entrada principal a Cuba, tem 12 mil 115 quartos em 64 instalações hoteleiras e 11 mil 552 casas particulares com serviços de hospedagem. Dos 140 projetos incluídos no portfólio Mintur, 34 estão relacionados à criação de joint ventures para o desenvolvimento de novas capacidades hoteleiras e vilas de alto padrão em territórios de uso turístico preferido, como Cienfuegos (2), Camagüey (4), Las Tunas (6) e Holguín (10).

Daniel Alonso explicou que o portfólio de negócios também promove 96 contratos de administração e comercialização de hotéis em áreas turísticas como Pinar del Río, Isla de la Juventude, Varadero (Matanzas), Villa Clara, Ciego de Ávila, Granma e Santiago de Cuba.

Em Cuba, 27 empresas mistas operam quatro mil e 505 quartos, de 4 e 5 estrelas, enquanto existem 20 cadeias internacionais que, através de 88 contratos, gerenciam 43 mil 252 quartos, 63,6% da planta hoteleira no país. Como parte do programa de investimento que funciona no setor de turismo, este ano deverá terminar 14 hotéis (2000 quartos) em Varadero (1), Cayo Las Brujas (2), Cayo Guillermo (1), Holguín (2), Viñales (1), Havana (4), Villa Clara (1), Trinidad (1) e Gibara (1).

Em 26 de novembro, Cuba alcançou o número de quatro milhões 200 mil visitantes internacionais.

Ver notícia completa.